NOTÍCIAS

Profª Yvonne Mascarenhas inspira UFPI na divulgação da ciência

A docente e pesquisadora do IFSC/USP, Profª Yvonne Primeramo Mascarenhas, foi a inspiração encontrada para a execução de um trabalho de difusão e popularização da ciência iniciado recentemente pelo Departamento de Química da Universidade Federal do Piauí.

Junto com seus alunos de mestrado, o Prof. Roberto Luz iniciou a produção de uma série de vídeos curtos animados chamada “A descoberta do que já foi descoberto” que tem como objetivo divulgar os grandes cientistas brasileiros e seus trabalhos.

No Vídeo-0, que dá início a essa série, a carreira da Profª Yvonne Mascarenhas foi homenageada de uma forma simples, mas muito didática, sinalizando que a iniciativa vai dar que falar.

O principal veículo de divulgação desta série será o Instagram @deuquimica https://www.instagram.com/deuquimica/?hl=pt-br

Clique AQUI para assistir ao vídeo da UFPI.

Assessoria de Comunicação – IFSC/USP

 

USP distribui mais de 2 mil kits internet aos estudantes

Com a suspensão das atividades acadêmicas presenciais e a adoção de aulas remotas, desde março a Universidade tem distribuído kits internet – compostos de um chip para celular ou um modem portátil com interface USB, habilitados para 20 GB e mínimo de 100 horas-aulas por mês – a estudantes de graduação e de pós-graduação com necessidades socioeconômicas.

A Universidade adquiriu 2.250 kits que beneficiaram alunos da graduação e pós-graduação, após levantamento feito pelas Pró-Reitorias de Graduação e de Pós-Graduação junto às Unidades de Ensino e Pesquisa e à Superintendência de Assistência Social (SAS).

No Conjunto Residencial da USP (Crusp), localizado no campus de São Paulo, 398 estudantes receberam o equipamento. Atualmente, dos cerca de 1.600 estudantes que moram no Crusp, cerca de 400 permanecem no local.

“Nossa prioridade é garantir que todos os alunos tenham acesso às atividades sem que haja prejuízo à sua formação. Além disso, ao longo dos últimos anos, temos priorizado as políticas de permanência estudantil, garantindo recursos crescentes em nosso orçamento, e, nesse momento de incertezas, isso não poderia ser diferente”, considera o reitor Vahan Agopyan. A USP investiu cerca de R$ 1 milhão na aquisição dos kits.

As atividades presenciais nos cursos de graduação e nos programas de pós-graduação estão suspensas desde o dia 17 de março devido à pandemia da covid-19. Hoje 90% das disciplinas teóricas ministradas pelos cursos de graduação no primeiro semestre do ano estão sendo oferecidas de forma remota, com a utilização das plataformas e-Aulas e e-Disciplinas. São mais de 6 mil disciplinas. No caso da pós-graduação,  945 disciplinas dos programas estão sendo oferecidas no formato não presencial. As bancas de defesas de dissertações de Mestrado e teses de Doutorado também estão sendo realizadas remotamente.

Segundo o superintendente de Tecnologia da Informação, João Eduardo Ferreira, foram considerados dois critérios técnicos para a aquisição dos kits: versatilidade e capacidade de transmissão de dados. “A ideia é que o aluno possa utilizar  o modem para propagar o sinal de conectividade sem fio para vários dispositivos computacionais ou utilizar o chip em seu celular. No critério de capacidade de transmissão de dados, fizemos um levantamento do tamanho médio dos vídeos gerados nas aulas de graduação e de pós-graduação e multiplicamos por 100 horas-aula mensais chegando ao total de 20 GigaBytes por aluno por mês”, explica Ferreira.

Em função do avanço da doença no Estado de São Paulo, ainda não há previsão de retorno das atividades presenciais.

(In: Jornal da USP)

Assessoria de Comunicação – IFSC/USP

Pesquisadores do IFSC/USP entre os cem com maior número de artigos

Foi divulgado, recentemente, o relatório da plataforma SciVal, através da Agência USP de Gestão da Informação Acadêmica (AGUIA), onde consta o desempenho da produção científica de autores da Universidade de São Paulo, entre os anos de 2014 e 2019, indexada na Base de Dados Scopus. A plataforma SciVal foi desenvolvida pela Elsevier para suas análises bibliométricas, tendo como referência os dados indexados da Scopus e do Science Direct.

Neste relatório, destacamos a contribuição dos pesquisadores do IFSC/USP que se encontram no “Top-100”, conforme é apresentado abaixo.

 

6º – Vanderlei Bagnato – (VEJA AQUI);

32º – Osvaldo Novais de Oliveira Junior (VEJA AQUI);

45º – Javier Ellena (VEJA AQUI);

54º – Cristina Kurachi (VEJA AQUI);

58º – Hellmut Heckert (VEJA AQUI);

59º – Luíz Vitor de Souza (VEJA AQUI);

75º – Cléber Mendonça (VEJA AQUI);

Consulte AQUI o arquivo completo deste relatório.

Assessoria de Comunicação – IFSC/USP

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Novo modelo matemático para modelagem da COVID-19 no Brasil

Um novo estudo realizado por pesquisadores da USP de São Carlos, nomeadamente do Instituto de Física de São Carlos (IFSC/USP) e do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC/USP), foi recentemente publicado em nível internacional, onde é apresentada uma nova abordagem para modelar e caracterizar a epidemia COVID-19 no nosso país, usando uma rede complexa de múltiplas camadas. Sabendo-se que existem vários fatores envolvidos na disseminação da epidemia, como as características individuais de cada cidade/país, este trabalho confirma que a verdadeira forma da dinâmica da epidemia é um sistema grande e complexo, como a maioria dos sistemas sociais. Nesse contexto, redes complexas são um ótimo candidato devido à sua capacidade de lidar com propriedades estruturais e dinâmicas.

O modelo aprimora o SIR tradicional e é aplicado ao estudo da epidemia brasileira, analisando possíveis ações futuras e suas consequências. A rede é caracterizada por considerar estatísticas de infecção, morte e tempo de hospitalização. Para simular isolamento, distanciamento social, ou medidas de precaução, em seu trabalho os pesquisadores removeram camadas e/ou reduziram a intensidade dos contatos sociais. Os resultados mostram que, mesmo tomando várias premissas otimistas, os atuais níveis de isolamento no Brasil ainda podem levar ao colapso do sistema de saúde e a um número considerável de mortes (média de 149.000).

Se todas as atividades voltarem ao normal, o crescimento da epidemia sofre um aumento acentuado em relação ao padrão atual, e a demanda por leitos de UTI supera 3 vezes a capacidade do país. Isso, certamente levaria a um cenário catastrófico, já que nossa estimativa atinge uma média de 212.000 mortes, mesmo considerando que todos os casos são efetivamente tratados.

O aumento do isolamento (até um bloqueio) mostra ser a melhor opção para manter a situação sob a capacidade do sistema de saúde, além de garantir uma diminuição mais rápida de novas ocorrências de casos (meses de diferença) e um número de mortes significativamente menor (média de 87.000).

Para conferir este trabalho da autoria dos pesquisadores Leonardo Scabini, Altamir Júnior e Odemir Bruno, do Instituto de Física de São Carlos (IFSC/USP), e de Lucas Ribas, Mariane Neiva e Alex Farfán, do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC/USP), clique AQUI.

Rui Sintra – Assessoria de Comunicação – IFSC/USP

 

 

Inscrições abertas para o “Virtual Exchange” em Pádua (Itália)

A Agência USP de Cooperação Acadêmica Nacional e Internacional (AUCANI) informa que a Universidade de Pádua (Itália) está recebendo inscrições para a I Semana Virtual Internacional de Treinamento de Pessoal, que será realizada entre os dias 15 e 17 de junho do corrente ano.

A semana será dedicada ao Virtual Exchange para inovação na educação: serão discutidas oportunidades e desafios relacionados ao Virtual Exchange, aplicativos, resultados práticos, experiências e melhores práticas. A inovação digital é fundamental para as instituições de ensino superior em todo o mundo, ainda mais em tempos de crise como o que estamos enfrentando atualmente.

O evento representa uma oportunidade única de aprender, avaliar e interagir com colegas de todo o mundo e visa apoiar as instituições a tirar o máximo proveito do Virtual Exchange.

A Staff Week foi originalmente prevista para ser presencial em Pádua, mas, dada à emergência do COVID-19, o programa foi ajustado para ficar totalmente online.

Para obter mais informações e/ou se inscrever no evento, clique AQUI.

Assessoria de Comunicação – IFSC/USP

19/05 -“Dia do Físico”: parabenizemos nossos cientistas

Você tem um excelente celular, ou um computador de última geração?

Tem um GPS que não erra um milímetro, uma filmadora em Full-HD, ou uma lanterna laser de grande potência?

Sabe aqueles satélites que orbitam nosso planeta?

Pois é, tudo isso foi se tornando realidade ao longo dos tempos através da atuação dos Físicos, cientistas que se propuseram compreender, inicialmente, o mundo que existe ao nosso redor: a expansão do Universo, a constituição das galáxias, o movimento dos objetos, a luz do sol, as cores do arco-íris, a compreensão sobre as propriedades da matéria e energia, etc.. Em poucas décadas, os Físicos partiram para outros níveis de conhecimento, como o desbravamento da eletrônica, a computação, as telecomunicações, a exploração do espaço e o desenvolvimento de milhares de equipamentos e de componentes que hoje permitem que o ser humano viva mais.

Na área da saúde, foram os Físicos, entre outros cientistas, que contribuíram grandemente nas lutas desencadeadas contra diversos vírus e múltiplas doenças que assolaram o mundo desde o nascimento da medicina moderna, que mesmo independente desses esforços, ceifaram milhões de vidas: tomemos como exemplo o Século XX, com a gripe espanhola, que dizimou cerca de 100 milhões de pessoas, bem como o HIV, responsável por mais de 32 milhões de mortes. Agora, na segunda década do Século XXI, uma vez mais os Físicos foram chamados a ocupar a linha da frente no combate a um novo vírus, letal, completamente desconhecido – o novo coronavírus SARS-CoV-2 e sua doença resultante, a COVID-19. Enquanto em todo o mundo os governos e profissionais da área da saúde tentam se desdobrar para cumprir suas missões, nas universidades e em outros polos científicos os pesquisadores trabalham incansavelmente para entender melhor as características do vírus, com o objetivo de desenvolverem em curto espaço de tempo um novo fármaco, ou vacina, que ajude a debelar a pandemia. Químicos, matemáticos, engenheiros de computação e de outras áreas do conhecimento, psicólogos, biólogos, médicos, farmacêuticos e físicos, entre muitos outros, travam uma batalha diária contra o tempo para vencer a pandemia.

Os inúmeros grupos de pesquisa na área da física são indispensáveis no reforço desse combate, através de suas especialidades- nanomedicina, nanotoxicologia, polímeros, nanomateriais, computação interdisciplinar, óptica e fotônica, informação quântica, ressonância magnética, cristalografia, filmes finos, espectroscopia de sólidos, biofísica molecular e biotecnologia molecular, entre outras. Os físicos estão aí, cada um em sua especialidade, quer na busca de novos métodos para detectar e compreender a doença e no auxílio ao desenvolvimento de novos medicamentos e vacinas, quer ainda, também, na criação de novos equipamentos e protocolos que atendam rapidamente não só os enfermos, como também todo o pessoal da área de saúde que trabalha em hospitais e postos de saúde em prol dos cidadãos.

Dia 19 de maio os físicos comemoram o seu Dia em um ambiente tenso, mas com a certeza de que seu trabalho e dedicação vão ser decisivos para se vencer esta batalha.

Por esse motivo, uma série de lives que ocorrerão ao longo de todo o dia 19 irão marcar a data – IV Jornada da Física – um evento científico unificado.

Temas como A grande revolução na astronomia observacional, Conhecendo a Física Médica, A ciência no tempo da pandemia e Porque cientistas devem fazer divulgação científica, entre muitos outros, facultarão interessantes palestras de eminentes pesquisadores oriundos das mais conceituadas universidades brasileiras, como a UFSCar, USP, UFRJ, UFAL, UFES, UFC, UFOP, ITA e outras, incluindo também o CBPF.

Para assistir a este festival de palestras comemorativo do Dia do Físico, acesse:

Rui Sintra – Assessoria de Comunicação IFSC/USP

IFSC EM PROL DA SOCIEDADE

INFO COVID-19

  • Programa USP VidaConheça o programa
    USP Vida

  • Ações IFSC - COVID-19Ações do IFSC frente
    ao COVID-19

EVENTOS

COLÓQUIOS E SEMINÁRIOS

NOTÍCIAS

Profª Yvonne Mascarenhas inspira UFPI na divulgação da ciência

A docente e pesquisadora do IFSC/USP, Profª Yvonne Primeramo Mascarenhas, foi a inspiração encontrada para a execução de um trabalho de difusão e popularização da ciência iniciado recentemente pelo Departamento de Química da Universidade Federal do Piauí. Junto com seus alunos de mestrado, o Prof. Roberto Luz iniciou a produção de uma série de vídeos curtos animados chamada “A descoberta do que […]

USP distribui mais de 2 mil kits internet aos estudantes

Com a suspensão das atividades acadêmicas presenciais e a adoção de aulas remotas, desde março a Universidade tem distribuído kits internet – compostos de um chip para celular ou um modem portátil com interface USB, habilitados para 20 GB e mínimo de 100 horas-aulas por mês – a estudantes de graduação e de pós-graduação com […]

Pesquisadores do IFSC/USP entre os cem com maior número de artigos

Foi divulgado, recentemente, o relatório da plataforma SciVal, através da Agência USP de Gestão da Informação Acadêmica (AGUIA), onde consta o desempenho da produção científica de autores da Universidade de São Paulo, entre os anos de 2014 e 2019, indexada na Base de Dados Scopus. A plataforma SciVal foi desenvolvida pela Elsevier para suas análises […]

IFSC EM PROL DA SOCIEDADE

INFO COVID-19

  • Programa USP VidaConheça o programa
    USP Vida

  • Ações IFSC - COVID-19Ações do IFSC frente
    ao COVID-19

EVENTOS

COLÓQUIOS E SEMINÁRIOS

Fale conosco
Instituto de Física de São Carlos - IFSC Universidade de São Paulo - USP
Obrigado pela mensagem! Assim que possível entraremos em contato..