NOTÍCIAS

Concurso público para contratação de dois professores doutores

Estão abertas inscrições ao concurso público para provimento de 2 (dois) cargos de Professor Doutor para o Departamento de Acervo e Curadoria do Museu Paulista da Universidade de São Paulo, na área de Cultura Material, História do Brasil e Museus.

O período de inscrições vai até às 23h59 do dia  20 de fevereiro de 2020.

O salário corresponde ao MS-3, em Regime de RDIDP (Regime de Dedicação Integral à Docência e à Pesquisa), com o salário de R$11.069,17 (maio/2019), conforme edital anexo.

Mais informações como as normas pertinentes ao concurso, encontram-se à disposição dos interessados na Divisão de Apoio à Pesquisa, Ensino, Cultura e Extensão do Museu Paulista da USP, situado à Av. Nazaré, 258 – Ipiranga, SP, CEP 04262-000, telefone: (11) 2065-8075 – e-mail: acadmp@usp.br.

Para conferir o edital, clique AQUI.

Assessoria de Comunicação – IFSC/USP

 

Docente do IFSC/USP tem projeto aprovado em pesquisa de cooperação

O docente e pesquisador do IFSC/USP, Prof. Renato Vitalino Gonçalves, participou e conquistou recentemente sua participação em uma chamada lançada conjuntamente pela FAPESP e FAPERGS (Rio Grande do Sul), tendo em vistas o desenvolvimento e cooperação em pesquisas promovidas nos dois estados em diversas áreas do conhecimento.

O projeto será realizado entre o Instituto de Física de São Carlos (IFSC/USP) e o Instituto de de Física da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (IF/UFRGS), subordinado ao tema Integração das estratégias de síntese para melhorar o transporte de portadores de cargas e eficiência do BiVO4 aplicado na fotossíntese artificial sob luz solar.

Para conferir os projetos aprovados neste âmbito de colaboração científica, clique AQUI.

Assessoria de Comunicação – IFSC/USP

 

 

 

Escola São Paulo de Ciência Avançada em Fluidos Quânticos e Aplicações

O IFSC/USP recebe entre os dias 20 e 30 de abril de 2020 a Escola São Paulo de Ciência Avançada em Fluidos Quânticos e Aplicações, um evento que abordará tópicos relevantes sobre fluidos quânticos, a saber:

– Condensação de Bose-Einstein;
– Gases de Fermi degenerados;
– Fluidos quânticos fora do equilíbrio e turbulência;
– Armadilhas adiabáticas para átomos frios;
– Magnetismo quântico;
– Fenômenos quânticos macroscópicos;
– Simulação quântica;
– Universalidade;
– Supersólidos;

A escola visa proporcionar aos participantes uma compreensão da área de estudo, da ciência fundamental à aplicada, contando desde já com a presença de renomados palestrantes de todo o mundo, fazendo desta uma grande oportunidade para o intercâmbio de idéias científicas e avanços tecnológicos no campo. Os participantes terão a oportunidade de apresentar seus resultados de pesquisa em sessões de pôsteres.

A Escola de Ciência Avançada de São Paulo sobre Fluidos Quânticos e Aplicações será um evento com inscrição gratuita, tendo em consideração um número limitado de solicitações. Dessa forma, o objetivo é selecionar cerca de cem participantes (50 brasileiros e 50 estrangeiros), dando-se prioridade a candidatos atualmente matriculados em programas de pós-graduação (Mestrado / Mestrado e Doutorado / PhD), bem como para recém-formados e pós-graduandos.

Os interessados poderão solicitar o financiamento da viagem, sendo que a acomodação e as refeições serão financiadas para TODOS os pedidos de subsídios aceitos.

Este evento é coordenado pelo docente e pesquisador do IFSC/USP, Prof. Vanderlei Bagnato, tendo como restantes membros do Comitê Organizador: Marcelo Takeshi Yamashita, (IFT-UNESP); Marcos Cesar de Oliveira (IFGW-UNICAMP); Philippe Wilhelm Courteille (IFSC-USP); Emanuel Alves de Lima Henn (IFSC-USP); Mônica Andrioli Caracanhas (IFSC-USP); Francisco Ednilson A. dos Santos (UFSCAR); Lucas Madeira (IFSC-USP), sendo que as inscrições poderão ser feitas até dia 31 de janeiro de 2020.

Para se inscrever, clique AQUI.

Assessoria de Comunicação – IFSC/USP

Em Londres: contribuição do IFSC/USP no estudo de terras raras

A manhã do dia 26 de novembro foi muito especial no Flett Lecture Theatre, do Natural History Museum de Londres. Em sua apresentação sobre o papel dos elementos terras na estrutura de novos minerais, o pesquisador do IFSC/USP, Dr. Marcelo Barbosa, abordou vários aspectos bastante desafiadores no trabalho de pesquisa nesta área.

O evento Critical raw materials and our green future foi organizado pela Camborne School of Mines, University of Exeter e pelo Natural History Museum, tendo reunido pesquisadores de diversas instituições de pesquisa e representantes do parlamento britânico, da comunidade econômica europeia e de diversas empresas. O evento teve suporte do Engineering and Physical Sciences Research Council (EPSRC), Natural Environment Research Council (NERC) e da FAPESP.

Não há dúvida de que a terras raras desempenham um papel fundamental no desenvolvimento de materiais e dispositivos modernos de alta tecnologia. Como exemplo, Marcelo Barbosa citou alguns exemplos para o elemento ítrio, que pode ser utilizado em odontologia, lasers e supercondutores, como, por exemplo, o óxido de ítrio, bário e cobre. Na sequência, o pesquisador do IFSC/USP explicou os princípios básicos relativos à espectroscopia Raman e difração de Raios X. Assim, teve a oportunidade de descrever os equipamentos utilizados no Instituto de Física de São Carlos no trabalho de caracterização de espécies minerais.

Como exemplo de aplicação, descreveu o primeiro mineral-tipo amazônico brasileiro encontrado na mina Pitinga. A waimirita-Y é rica em ítrio e apresenta uma estrutura muito interessante, onde cada um dos cátions (Y) são coordenados por nove ânions (F).Marcelo também fez uma comparação com a segunda ocorrência deste mineral em Jabal Tawlah, na Arábia Saudita, e trabalho de colaboração científica envolvendo outros pesquisadores, como é o caso do Dr. Daniel Atencio e Artur C. Bastos Neto, do Brasil, e de outros sediados nos Estados Unidos, Rússia e Japão.

A parisita-La também foi mencionada devido a sua estrutura cristalina ser bastante complexa e sua ocorrência em Novo Horizonte, Bahia. A Parisita-La é especialmente rica em lantânio e neodímio, matéria prima estratégica para a fabricação de imãs utilizados nas turbinas eólicas instaladas no Ceará, Piauí e Rio Grande do Norte. O Brasil é um dos países líderes na geração deste energia e tem recebido muitos investimentos na área (Ventos promissores a caminho).

Em seu último tópico, o pesquisador de nosso Instituto abordou a possibilidade de se investigar a estrutura de minerais mais complexos, utilizando a nova fonte de luz sincrotron brasileira – o Sirius. Como exemplo, abordou os minerais do grupo da eudialita de Poços de Caldas (MG), zirconosilicatos que contém elementos terras raras como o ítrio, neodímio, cério, lantânio e cujo estudo estrutural mais detalhado exige a utilização de radiação com feixes muito intensos. De acordo com Marcelo, é possível investigar como os elementos terras estão ligados a outros átomos na estrutura e otimizar o processamento e beneficiamento dos minerais analisados, utilizando técnicas de radiação síncrotron, como Extended X-ray Absorption Fine Structure (EXAFS) e X-ray Absorption Near Edge Structure (XANES).

Rui Sintra/Marcelo Barbosa – Assessoria de Comunicação – IFSC/USP

Prêmio para pesquisador do IFSC/USP em encontro sobre IA

Rastrear câncer de pele e fazer um pré-diagnóstico que seja capaz de distinguir lesões malignas das benignas.

Este é, sumariamente, o trabalho que o aluno de doutorado do Grupo de Óptica do IFSC/USP, Renan Arnon Romano, apresentou em formato de poster no KHIPU – Latin America Meeting in Artificial Intelligence, reunião científica ocorrida entre os dias 11 e 15 deste mês de novembro, em Montevideo (Uruguai). Para surpresa do próprio autor, o trabalho conquistou o Prêmio de Melhor Poster do evento.

Machine Learning based label-free lifetime fluorescence to distinguish skin lesion foi o titulo do trabalho conjunto assinado por Renan Romano, Ramon Rosa e Cristina Kurachi, todos do IFSC/USP, Ana Gabriela Salvio (Hospital Amaral Carvalho – Jaú), e Javier Jo (School of Electrical and Computer Engineering – University of Oklahoma – USA), trabalho esse que viria a ganhar o “Prêmio de Melhor Poster” do evento, só anunciado na festa de encerramento do evento.

“Foi uma total surpresa para mim, pois haviam muitos trabalhos de grande impacto nas áreas de desenvolvimento e aplicação de inteligência artificial.”, relata Renan, que foi patrocinado pela ANTEL para participar naquele que é considerado o maior evento de Inteligência Artificial da América Latina, sob os auspícios do Google, Facebook e Apple, entre outros patrocinadores de renome. O trabalho apresentado por Renan esteve entre os cerca de cento e cinquenta posteres exibidos ao longo de três dias de duração do evento, representando o trabalho de doutorado do aluno do IFSC/USP, focado no desenvolvimento de um equipamento dedicado a rastrear o câncer de pele e distinguir as lesões malignas das benignas.

“Existem algumas lesões na pele que são muito semelhantes entre si e fica muito difícil distinguir quais são as malignas. Nessas situações um médico que não seja especialista em câncer de pele pode facilmente errar o diagnóstico. Este equipamento, semi-portátil, tem a capacidade de fazer um pré-diagóstico da lesão, auxiliando esse mesmo médico a poder encaminhar o paciente para um médico especialista com a certeza de que a lesão é maligna. Além do mais, isso pode auxiliar enormemente a assistência médica em regiões mais remotas, que não possuem médicos especialistas, fazendo com que os pacientes com câncer de pele sejam rapidamente diagnosticados e encaminhados para tratamento”, enfatiza Renan.

O trabalho de Renan consistiu em fazer a validação e aplicação da técnica, sendo que anteriormente o mesmo equipamento já tinha sido alvo de uma outra pesquisa, onde foi concluída a instalação de um hardware e da devida calibração. O pré-diagnóstico é feito apenas com a luz de um laser pulsado, que incide diretamente na pele e não requer qualquer tipo de marcação. “A luz, em contato com a pele do paciente, lê o tempo de decaimento de fluorescência de moléculas endógenas (NADH, FAD e colágeno). Dessa forma, conforme o tempo, se detecta (ou não) o câncer de pele, cujas informações são armazenadas em um banco de dados. Com essas informações, o computador “aprende” a distinguir o que é câncer e o que não é: com o resultado dessa leitura, os médicos ficam cientes da possibilidade (ou não) de existência da doença. Esta máquina já tem catalogado mais de 300 lesões”, explica o aluno do IFSC/USP.

Pretendendo seguir os caminhos da Inteligência Artificial no futuro, Renan Romano está igualmente trabalhando para que o equipamento possa ter a vertente de pré-diagnosticar o câncer de boca.

 

Rui Sintra – Assessoria de Comunicação – IFSC/USP

 

Tratamento do câncer de pele está em consulta pública

O Sistema Único de Saúde (SUS) poderá dentro de pouco tempo implementar um novo procedimento que diagnostica e trata o câncer de pele não-melanoma, através de um dispositivo que foi criado por pesquisadores do Centro de Pesquisa em Óptica e Fotônica (CEPOF), do Instituto de Física de São Carlos (IFSC/USP), utilizando, para isso, uma fonte de luz de dispositivos a LED com uma determinada frequência, que incide sobre uma substância fotossensibilizadora (Terapia Fotodinâmica), provocando a morte das células cancerígenas num procedimento não invasivo, com mínimo incômodo ao paciente.

Neste sentido, a Comissão Nacional de Incorporação e Tecnologias (CONITEC) do SUS abriu uma consulta pública para que a população, cientistas e profissionais de saúde possam votar sobre a inclusão deste protocolo de tratamento, atendendo a que o Ministério da Saúde já confirmou não existirem diretrizes diagnósticas e terapêuticas no SUS para esse tipo de lesão na pele.

A consulta popular irá estender-se até dia 16 do próximo mês de dezembro.

Para a população votar, deverá acessar o link AQUI.

Para os profissionais de saúde e pesquisadores, a votação deverá ser feita AQUI.

Está, portanto, nas mãos da sociedade, escolher – ou não – este novo tratamento.

Para ficar por dentro de relatório do CONITEC sobre este protocolo, clique AQUI.

Clique AQUI para assistir à reportagem da EPTV sobre este assunto.

Clique na imagem abaixo para saber como votar.

(Foto principal acima: Gustavo Quagliato)

Assessoria de Comunicação – IFSC/USP

IFSC EM PROL DA SOCIEDADE

EVENTOS

COLÓQUIOS E SEMINÁRIOS

NOTÍCIAS

Concurso público para contratação de dois professores doutores

Estão abertas inscrições ao concurso público para provimento de 2 (dois) cargos de Professor Doutor para o Departamento de Acervo e Curadoria do Museu Paulista da Universidade de São Paulo, na área de Cultura Material, História do Brasil e Museus. O período de inscrições vai até às 23h59 do dia  20 de fevereiro de 2020. […]

Docente do IFSC/USP tem projeto aprovado em pesquisa de cooperação

O docente e pesquisador do IFSC/USP, Prof. Renato Vitalino Gonçalves, participou e conquistou recentemente sua participação em uma chamada lançada conjuntamente pela FAPESP e FAPERGS (Rio Grande do Sul), tendo em vistas o desenvolvimento e cooperação em pesquisas promovidas nos dois estados em diversas áreas do conhecimento. O projeto será realizado entre o Instituto de […]

Escola São Paulo de Ciência Avançada em Fluidos Quânticos e Aplicações

O IFSC/USP recebe entre os dias 20 e 30 de abril de 2020 a Escola São Paulo de Ciência Avançada em Fluidos Quânticos e Aplicações, um evento que abordará tópicos relevantes sobre fluidos quânticos, a saber: – Condensação de Bose-Einstein; – Gases de Fermi degenerados; – Fluidos quânticos fora do equilíbrio e turbulência; – Armadilhas adiabáticas […]

IFSC EM PROL DA SOCIEDADE

EVENTOS

COLÓQUIOS E SEMINÁRIOS

Fale conosco
Instituto de Física de São Carlos - IFSC Universidade de São Paulo - USP
Obrigado pela mensagem! Assim que possível entraremos em contato..