Notícias

28 de fevereiro de 2018

Prof. Vanderlei Bagnato assume diretoria do IFSC/USP

O Prof. Vanderlei Salvador Bagnato é, desde o dia 20 do corrente mês, o novo diretor do Instituto de Física de São Carlos (IFSC/USP), cujo mandato se prolongará até o ano de 2022, tendo a seu lado, como vice-diretor, o Prof. Igor Polikarpov. A base de sustentação de sua gestão será erguida em cima de um forte compromisso, primeiramente envolvendo os estudantes e pesquisadores da Unidade, seguindo-se compromissos igualmente sólidos e abrangentes com a Universidade de São Paulo, como um todo, bem como com toda a sociedade, que é, em suma, o grande destinatário de tudo aquilo que se estuda, pesquisa, projeta e desenvolve na Academia, com especial destaque no IFSC.

Bagnato pondera que uma das funções do Instituto de Física de São Carlos é formar recursos humanos que alimentem a classe científica da nação, formando e lançando no mercado de trabalho físicos que vão continuar a sua missão de pesquisadores, de cientistas, bem como formar profissionais que atuem nas mais diversas áreas; “Afinal, a física, hoje, não produz apenas aquele que quer ser físico, mas também mentes preparadas para atuarem em áreas onde existem muitos desafios, como, por exemplo, na economia, engenharia, agronegócio, etc.”.

Nessa perspectiva, o primeiro compromisso do novo diretor do IFSC/USP é com os estudantes, já que não basta dizer que os alunos vêm mal preparados para a universidade, atendendo a que esse argumento, segundo Bagnato, não é a resposta que a sociedade quer. “O que temos que fazer é pegar nos estudantes e para aqueles que vêm devidamente preparados, vamos dar condições para que quando terminarem seus cursos saiam do IFSC melhores do que chegaram. Para os outros, que vêm menos preparados, temos que os transformar em alunos bons, de preferência excelentes”, enfatiza o diretor do IFSC/USP, acrescentando que o compromisso com os estudantes é que todos os docentes do Instituto os preparem para o ambiente de estudo e de pesquisa, rumo à excelência. Contudo, Vanderlei Bagnato sublinha que o Instituto de Física de São Carlos não tem a missão nem a vocação de selecionar ninguém, estando sim em condições para responder ativamente e aproveitar ao máximo aqueles que já demonstram aptidões, bem como indicar o rumo e dar o caminho do sucesso aqueles que, por qualquer razão, apresentam dificuldades. “Nós estamos aqui para transformar. Temos que minimizar a evasão no curso de física, que é considerado um curso difícil, mas que é apaixonante: até porque vivemos atualmente um momento de paixões e atualmente tudo é movido por paixão – e isso é bom para a ciência, já que o jovem se identifica com este momento e nós temos que aproveitar as boas mentes para impulsionar a carreira de físico nas suas diversas modalidades e, com isso, contribuir decisivamente para o desenvolvimento do país”, afirma o diretor.

Embora enfatize o fato de que o IFSC/USP é uma instituição que já percorre o caminho acima descrito, que possui professores competentes e tem uma infraestrutura própria, além de carregar no seu DNA o fato de ser uma das unidades mais produtivas da Universidade de São Paulo, o diretor do IFSC/USP tem a convicção absoluta que um dirigente, colocado à frente de uma unidade como essa, tem sempre que manifestar preocupação em organizar seu plano de direção, de tal forma que valorize e que dê aos seus colegas docentes as condições ideais de trabalho, mantendo uma infraestrutura básica que seja capaz de transformar os egressos. “É necessário manter os professores motivados para que sejam grandes cientistas, produzindo ciência ao nível que o IFSC merece e que a USP precisa. Assim, tendo professores competentes, coadjuvados com um lote de funcionários competentes, com condições de trabalho ideais e com uma infraestrutura plenamente disponível e conservada, produzindo alunos bons, certamente que estaremos dando à Universidade de São Paulo aquilo que ela mais anseia, que é possuir uma unidade que é capaz de defender e oferecer à sociedade o fundamento do próprio slogan que a USP e o Estado de São Paulo ostentam, que é “VENCER PELO CONHECIMENTO”.  Como dirigente do IFSC tenho que estar preocupado em preparar tudo isso para atender os anseios da Universidade”, sublinha Bagnato.

Contudo, o diretor do IFSC/USP faz questão de salientar que não se pode descartar o fato de que a USP é mantida pela sociedade e que as funções e atividades como diretor da Unidade têm que preencher os desejos que a sociedade manifesta, nomeadamente, ter uma Universidade de São Paulo que não apenas forme quadros, mas que também dê resposta aos seus problemas. “Não tenho dúvida que estarei motivando todos quantos fazem parte de nossa comunidade acadêmica para terem sempre um olhar atento e preocupado no sentido de contribuírem de forma ativa para a solução dos problemas de nossa sociedade. Programas de extensão, onde ao mesmo tempo se estuda e aprende, o IFSC estará igualmente resolvendo problemas de nossa sociedade através de parcerias, de programas específicos, de ações concretas”, conclui o Prof. Vanderlei Bagnato.

Este é, resumidamente, o escopo da atuação da nova diretoria do IFSC/USP, sendo que um plano geral mais vasto está sendo elaborado cuidadosamente para ser apresentado daqui a aproximadamente dois meses.

Oportunamente será organizada a cerimônia de posse da nova diretoria do IFSC/USP.

Assessoria de Comunicação – IFSC/USP

Imprimir artigo
Compartilhe!
Share On Facebook
Share On Twitter
Share On Google Plus
Fale conosco
Instituto de Física de São Carlos - IFSC Universidade de São Paulo - USP
Obrigado pela mensagem! Assim que possível entraremos em contato..