Notícias

13 de setembro de 2017

Contingenciamento de verbas no MCTIC – A ciência brasileira está afundando

Embora se entenda que há necessidade de se controlar os gastos da máquina pública no nosso país (tal como acontece em qualquer outro), o certo é que esse controle não pode nem deve ser transformado em um indiscriminado corte de investimentos em áreas sensíveis e prioritárias do estado, conforme se observa. E, ele é indiscriminado porque não olha e muito menos reflete sobre aquilo que não deve ser depauperado, como, por exemplo, as sensíveis áreas de Educação, Segurança Pública e Saúde, só para enumerar três das principais bases mínimas de sustentação de uma sociedade. Note-se que, intimamente agregada a todas estas importantes vertentes (e a todas as outras que não se enumeram aqui), aparece a área da Ciência, considerada estratégica e imprescindível, até porque sem ela nenhuma nação consegue prosperar.

A ciência brasileira está falida. E daí? é um artigo assinado pelo colunista do Estadão, Herton Escobar, publicado nesse jornal no dia 06 de setembro, que nos remete a uma profunda reflexão sobre a grave ameaça que foi lançada sobre essa área vital, a qual muitas vezes passa despercebida ao cidadão comum que diariamente lida com ela, que se beneficia dela.

A ciência brasileira está afundando e um resgate urgente é necessário. Por isso, vale a pena ler o artigo citado, clicando AQUI.

Assessoria de Comunicação – IFSC/USP

Compartilhe!
Share On Facebook
Share On Twitter
Share On Google Plus
Fale conosco
Instituto de Física de São Carlos - IFSC Universidade de São Paulo - USP
Obrigado pela mensagem! Assim que possível entraremos em contato..